5 Dicas de SEO para Ecommerce que Você Precisa Aprender Já

SEO (Search Engine Optimization) é a técnica de otimizar o seu ecommerce em torno de palavras-chave específicas para rankear páginas de categorias e produtos mais alto nos resultados de pesquisas em  buscadores, como o Google. Se você quer saber mais sobre o que é SEO para Ecommerce, acesse essa página e aproveite. Hoje trazemos para você 5 dicas de SEO para Ecommerce que você precisa saber. 

Existem muitos fatores que contribuem para melhorar o SEO de um ecommerce,  mas é importante se ter em mente que é preciso superar os seus concorrentes para conquistar as primeiras posições dos disputados resultados de busca. Para desbancar a concorrência, o primeiro passo é adotar boas práticas de SEO, assim você conseguirá posicionar bem suas páginas.

Abaixo listamos 5 dicas de SEO para ecommerce fundamentais para que você consiga um bom posicionamento nos resultados das pesquisas dos mecanismos de busca.

1. Pesquisa de Palavras-Chave

A pesquisa de palavras-chave é uma das partes mais importantes do SEO, porque é o começo de todo o processo de otimização. Então não pule essa etapa, porque se você fizer do jeito errado, você corre o risco de escolher palavras-chave difíceis de rankear ou vai rankear em palavras-chave que não recebem tráfego, ou seja, seu produto não será encontrado e você perderá vendas

Por que é tão importante?

A pesquisa de palavras chave é importante porque milhões de buscas são feitas todos os dias e, nessas buscas, milhões de combinações de palavras são utilizadas na busca por uma resposta. Encontrar as palavras-chave certas para as quais você consegue oferecer o resultado mais relevante, significa um alto volume de tráfego gratuito e consequentemente mais vendas.

Como você já sabe, o Google interpreta texto, mas não consegue interpretar imagens para saber do que estão se referindo. Por isso, é muito importante selecionar e incluir palavras-chave assertivas nas páginas do seu ecommerce.

Para conseguir relevância é importante ter o melhor conteúdo para aquela palavra e, consequentemente, aquela busca, além de ter links relevantes referenciando a sua página.

Como começar?

O começo é sempre igual: você precisa se planejar. Para isso, defina as ferramentas que você vai utilizar para descobrir as palavras-chave. Isso não é um bicho de sete cabeças, ok? Basta pesquisar e reunir todas as ideias e descobertas em uma planilha do Excel ou Google Planilhas. Assim, você consegue manter uma boa organização ao longo do processo e garante que não vai se perder no futuro.

Está preparado para descobrir as palavras-chave ideais para o seu ecommerce e de quebra encontrar as mais utilizadas pelos seus concorrentes? Então vamos lá!

Agora, vou te guiar em algumas ferramentas que irão te ajudar muito nesse processo.

Google Adwords Keyword Planner

O Google Keyword Planner é uma ferramenta gratuita do Google Adwords para os anunciantes, onde você pode pesquisar ideias de palavras-chave e de grupos de anúncios com base nos termos mais relevantes para o seu produto.

O Keyword Planner mensura o tráfego de palavras-chave pagas e não orgânicas. Ou seja, ele tem como objetivo identificar as palavras com maior volume de tráfego e aquelas com maior CPC (Custo por Clique). Quanto maior o CPC, mais concorrida essa palavra é pelo mercado e, consequentemente, melhor tende a ser sua performance.

Por que devo analisar isso? Começar identificando as palavras-chave pagas mais concorridas é um ótimo jeito de iniciar o processo de criação de uma lista efetiva de palavras-chave orgânicas.

Então veja o exemplo abaixo de como utilizar:

Basta clicar em “Procurar novas palavras-chave usando uma frase, website ou uma categoria”. Nós utilizamos o Fast Shop como exemplo.

Filtrando pelo seu site e categoria de produto, clique em “Obter ideias”. Você receberá as estimativas de tráfego para sua seleção. É um bom jeito de dar uma espiada na concorrência, hein?

SEMRush

O SEMrush é uma ferramenta que fornece várias informações estratégicas para SEO. Ele realiza uma análise completa do seu site, dos seus concorrentes e das palavras-chave. Isso mesmo! Você consegue descobrir onde você e seus concorrentes estão acertando e onde estão errando com a análise de SEO do SEMrush.

Essa ferramenta é paga, mas você pode acessar alguns dias gratuitos de teste. Vale super a pena. 😉

Eu trouxe aqui 2 exemplos para te ajudar a entender melhor como funciona.

O primeiro, com a palavra “Iphone 7” para você entender mais sobre a importância de analisar palavras-chave.

Análise de Palavras-Chave – Iphone

O segundo com o ecommerce da FastShop, com uma análise geral do site e da origem de todo o seu tráfego.
Análise Geral do Site – FastShop

Ahrefs

O Ahrefs é uma ferramenta paga de análise de palavras-chave e backlinks, trazendo informações muito relevantes para a otimização de SEO. Ele é uma das ferramentas mais completas de análise de SEO do mercado. Fornece informações detalhadas sobre palavras-chave e sites, como histórico do volume de buscas, dificuldade de rankeamento, origem dos backlinks e muito mais.

Ao deslizar a página para baixo, você tem acesso a ideias relacionadas a sua palavra-chave e uma visão geral dos resultados orgânicos da SERP (página do resultado da pesquisa da engrenagem de busca). No Ahrefs, você pode filtrar diversas categorias e descobrir exatamente o que se encaixa no segmento do seu Ecommerce.

2. Identificar problemas atuais na estrutura

Agora que você já entendeu sobre as palavras-chave, vamos falar especificamente da estrutura da sua loja virtual.

O SEO começa na estrutura e arquitetura do seu ecommerce. Por isso, para ter um bom desempenho no SEO do seu ecommerce, ele precisa ser seguro contra ataques e invasões, ter um código leve que forneça um carregamento de página rápido, ser responsivo para dispositivos móveis, ter um conteúdo rico, além de ser repleto de avaliações positivas.

Para você otimizar seu ecommerce, deve analisar os seguintes pontos:

UX Design para Ecommerce

UX Design (User Experience) é a técnica de design que objetiva transcender o simples desenvolvimento de layout para a criação de experiência memorável de interação e compra para o usuário do seu ecommerce.

Ele visa criar uma profunda conexão emocional com o usuário durante a navegação. Promovendo uma interação prazerosa e fluída entre o comprador e sua loja virtual. Além disso, seu propósito é fomentar a aquisição e retenção de clientes.

O UX vai além do design e da usabilidade, ele engloba toda a estratégia de marca da sua loja.

Para uma estratégia de SEO eficiente, é necessário criar a melhor experiência de navegação possível. Assim você consegue elevar sua taxa de conversão e extrair o máximo do seu tráfego.

Responsividade Móvel

Um ecommerce ser responsivo, significa que seu layout se adapta automaticamente a qualquer tamanho de tela. Não importa o dispositivo de acesso do usuário, ele ajustará a sua aparência e disposição com base no tamanho da tela em que está sendo exibido. Dessa forma, facilita e otimiza a experiência para o acesso em todo tipo de dispositivo, seja no celular, tablet, computador ou até mesmo em uma smart TV.

A responsividade de um ecommerce, não faz parte apenas de uma experiência do usuário (UX), mas também é, desde 2015, uma boa prática do Google, que afeta diretamente a sua posição nos resultados de busca.

Preciso destacar a importância de um site responsivo, porque o crescimento do tráfego no ecommerce proveniente de dispositivos móveis tem aumentado cada vez mais. Segundo uma pesquisa conduzida pela Monetate em 2016, o tráfego mobile superou o desktop, concentrando 52.3% do total de visitas.

Https

Seu ecommerce tem um domínio seguro? Ter uma navegação segura é um ponto muito importante para o Google e para conquistar a confiança de possíveis compradores, você sabia?

HTTPS é um acrônimo para Hyper Text Transfer Protocol Secure, ou seja, é um protocolo de segurança que garante que toda comunicação e troca de dados enviados entre o seu navegador e o site que você está acessando estão criptografados e seguros.

O HTTPS garante que não há riscos em comprar no seu site e protege seus usuários contra invasores e hackers na tentativa de roubar informações de pagamento sigilosas.

Além disso, o HTTPS é um dos fatores de rankeamento do Google, ou seja, para ter uma boa performance em SEO é altamente recomendado que o ambiente do seu ecommerce seja em HTTPS.

Tempo de Carregamento do Site

Um fator de rankeamento muito importante é a velocidade de carregamento das páginas do seu ecommerce. Um site lento é sinônimo de uma experiência ruim. Você não vai querer perder vendas para sua concorrência porque o seu site é devagar, certo?

Segundo as boas práticas do Google, as páginas do seu ecommerce devem carregar em até no máximo 2 segundos.

Para você descobrir o tempo de carregamento do seu site e outros pontos técnicos estruturais que você precisa otimizar em seu ecommerce para obter um desempenho melhor, basta utilizar as ferramentas abaixo.

Iremos utilizar a FastShop como exemplo para te mostrar como cada uma funciona.

PageSpeed Insights  

O PageSpeed Insights é uma ferramenta do Google que mede o desempenho de uma página para mobile e desktop. Basta você inserir a URL que ele analisa e te mostra o que está bom e o que precisa melhorar. Além disso, te mostra como você consegue essa melhoria.

DareBoost

O DareBoost te ajuda a monitorar a velocidade e a qualidade estrutural do seu site. Proporcionando um relatório que te fornece uma análise completa de otimizações necessárias e detalhamento do que já está otimizado. Além de te ajudar a visualizar cada ponto que precisa ser melhorado para que seu site seja superior aos concorrentes, o DareBoost te permite analisar e monitorar a performance dos seus concorrentes, seja no carregamento inicial da página ou no desempenho geral.

Com ele, basta inserir a URL do seu ecommerce e aguardar que a análise seja feita.

Pingdom

Assim como as outras ferramentas acima, o Pingdom irá te ajudar a identificar a performance atual da estrutura do seu site e melhorias necessárias. Resumidamente, ele irá te mostrar a nota geral do seu ecommerce, o tamanho da sua página, o desempenho dela em relação a todos aos outros sites do mercado, o número de requisições e onde o teste foi realizado. Além disso, irá te mostrar um relatório detalhado sobre como melhorar cada um desses indicadores.

Existem diversas maneiras de otimizar a velocidade de um ecommerce, entre elas as principais são utilizar o formato de imagem .jpeg e comprimir o tamanho da imagem ao extremo sem perder a qualidade, comprimir os códigos Html, CSS e Javascript, comprimir arquivos gerais, utilizar o cache do navegador, contratar um servidor mais rápido e uma CDN. Tudo isso deixará seu site mais leve e reduzirá o tempo de carregamento.

3. Otimização do Conteúdo

Otimização de conteúdo é o processo de garantir que além de páginas com palavras-chave certas disputando o ranking de uma pesquisa, seu ecommerce também tem o melhor conteúdo para suprir satisfatoriamente cada uma dessas buscas.

Keyword Focus
A Keyword focus é a palavra chave da sua página que você quer que os usuários encontrem quando fizerem uma busca no Google. Portanto, para rankear nos primeiros lugares é importante escolher a palavra-chave certa para cada página.

Para otimizar suas páginas de maneira correta é fundamental seguir as boas práticas abaixo.

Lembre-se: o objetivo do Google é oferecer o melhor resultado para uma busca. Portanto, se um usuário buscar por “como escolher o melhor smartphone” é importante que sua página tenha o melhor conteúdo e que seu link exibido no resultado do Google mostre para o usuário que você tem a resposta certa para a pergunta dele. Portanto, um link com conteúdo alinhado à busca ajuda a aumentar sua taxa de cliques e de conversão.

Título da Página

O título da página é o conteúdo que irá aparecer na sua página e no seu link na SERP. Portanto, é importante que você tenha uma chamada de ação e a Keyword Focus nele. Esse link é normalmente o primeiro elemento que um usuário visualiza, portanto ele encontrar o termo que está buscando no título mostra a relevância do seu conteúdo para essa busca e ajuda a aumentar o percentual de cliques.

Heading Tag (H1) e Corpo do Texto

Se a sua palavra-chave for “Smartphone Apple”, a Heading tag ou H1 deve ter a palavra-chave. Assim como no conteúdo do corpo do texto, que deve ter no mínimo 500 palavras.

A maioria dos ecommerces pulam essa introdução e vão direto para a lista de produtos. Isso é uma oportunidade desperdiçada de aumentar a relevância das páginas de categorias para os buscadores.

Portanto, é uma boa chance de você melhorar seu posicionamento incluindo uma breve introdução sobre as categorias dos seus produtos.

Um bom exemplo dessa aplicação é a página de categorias do ecommerce da Cissa Magazine.

URL

Insira o título da sua página na sua URL.

Atenção! O tamanho de exibição limite de uma URL no Google é de 76 caracteres. Ou seja, em um tamanho maior que esse, uma parte da sua URL será cortada e substituída por “…”. O que é ruim para a legibilidade do usuário.

Quando o sua URL for superior a 76 caracteres, encurte-a retirando algumas palavras e mantendo apenas as principais. Não se esqueça de manter a KW Focus aqui.

Lembre-se sempre disso: o Google gosta de URLs curtas.

Tag Alt Image

O Google não consegue interpretar o que está em uma imagem. Por isso, ele depende de você dizer para ele, através de um texto, o que está contido na sua imagem.

Você pode fazer isso com a tag Alt Image. Insira nela o título da sua página e certifique-se que a Keyword Focus está presente.

Bônus: O Google está cada vez mais preocupado com a acessibilidade, a tag Alt Image também te faz ganhar pontos porque é a forma como o Google consegue falar para deficientes visuais o que está contido na sua imagem. Além disso, de quebra, você irá rankear sua palavra-chave no Google Imagens. Sensacional hein?

Meta Description

A meta description é o texto cinza que aparece logo abaixo dos links nos resultados de busca.

Embora ela não influencie os fatores de rankeamento, o propósito dela é você criar uma chamada de ação que aumente sua taxa de cliques. E este sim é um fator de rankeamento. Portanto é importante inserir a Keyword Focus na meta description junto com uma chama de ação convidativa e convincente para que as pessoas cliquem no seu link.

4. Criar um Blog

Otimizou todas as páginas do seu ecommerce e não sabe mais o que fazer para aumentar o seu tráfego e conversões? Crie um blog!

Ter um blog para o seu ecommerce te dá a oportunidade de gerar muito mais vendas. Afinal, você consegue atrair tráfego, para palavras relacionadas ao seus produtos, de clientes em diferentes momentos na jornada de compra.

Para isso, é importante uma estratégia de conteúdo bem definida. Ao começar por descobrir quem é o seu cliente ideal e entender como ele pensa e se comporta.

Por fim, criar um conteúdo relevante e com no mínimo 500 palavras, para cada momento da jornada de compra dos seus clientes ideais. Uma jornada de compra consiste em 3 etapas: Reconhecimento, Consideração e Decisão.

Pense no seguinte cenário: um comprador está em busca de um celular, mas ainda não sabe exatamente o que quer.

Como o seu ecommerce pode oferecer um resultado relevante para essa busca se o comprador não sabe o que quer?

Este é um caso de um consumidor que está no topo do funil, na fase de compra de Reconhecimento. Ou seja, ele tem uma necessidade, mas ainda não sabe como supri-la. Portanto, você tem a oportunidade de guiar esse potencial consumidor no funil de compra até os seus produtos.

Fazer isso com um blog é simples, para o consumidor que usamos como exemplo, que está na fase de reconhecimento, um conteúdo super relevante seria “Os Melhores Smartphones de 2017” ou “Descubra os 10 Melhores Smartphones do Mercado”, e assim por diante.

Agora para a etapa de Consideração, o consumidor já sabe o que quer e busca a melhor oferta. Vamos considerar que o nosso consumidor exemplo está buscando um Iphone 7. Aqui você pode criar conteúdos como “Como Comprar um Iphone 7 com o Menor Preço” ; “Onde comprar Iphone 7 com Preços Baixos” e assim sucessivamente.

Por fim, a etapa de Decisão. O consumidor já sabe o que quer e onde quer. Se você fez tudo certinho, é só comemorar mais uma venda.

Bônus: Link os seus posts entre si e também para os seus produtos; crie um guia de compras e faça parcerias com blogueiros e mídias para linkarem para o seu site. A linkagem interna se chama Link Building Interno e os sites inserindo links do seu site em suas páginas se chama Link Building Externo.

Falaremos de ambos abaixo.

 5. Link Building

Essa é a dica de ouro para o ecommerce. O Link Building é super importante porque é uma das maneiras de o Google atestar o nível de autoridade que você possui na sua indústria.

Link Building Interno
Ligação entre as páginas de um mesmo site. Por exemplo: você tem um blog e de acordo com os assuntos abordados, você pode linkar um tema com outro complementar. Ou então, você pode linkar o seu blog a páginas de produtos do seu ecommerce.

O Link Building interno é importante para você guiar seu consumidor na jornada de compra e aumentar o engajamento em cada ponto de contato com sua empresa, fomentando a aquisição, retenção e construção de marca.

Link Building Externo

É a tática de construção de uma rede de links externos. Onde sites que são referência na sua indústria inserem links em suas páginas apontando para o seu ecommerce. Esse é um dos principais fatores de rankeamento para o Google e mostra que seu site é uma autoridade no seu segmento de mercado.

Além de mostrar que sua página é uma referência no setor, links externos significam tráfego de qualidade e gratuito (na maioria das vezes), o que resulta em mais vendas.

Reforço a importância do Link Building para SEO!

Quanto maior o número de links de qualidade apontando para o seu site, mais relevante ele deve ser e mais destaque ele merece. Se tem muitas empresas citando o seu ecommerce, deve significar que você é popular na sua categoria.

Agora, não pense que esse processo se resume em ter vários sites e blogs apontando para o seu ecommerce. Isso não significa que você será um destaque. O Google não analisa apenas a quantidade,mas acima de tudo, a qualidade dos links. Pois um link de qualidade é muito mais relevante do que vários links de fontes sem credibilidade.

Faça uma pesquisa detalhada e descubra quem são as autoridades no seu segmento. Utilize o SEMrush e Ahrefs para te ajudar e busque algumas ideias espiando a origem dos links externos da concorrência.

Após identificar os portais, blogs e influenciadores mais relevantes da sua indústria, aborde-os para criar uma parceria.

Se for um portal ou mídia, ofereça algum dado ou informação exclusivo que seja relevante para toda indústria. Para blogs, ofereça troca de conteúdos, onde um escreve um post para o outro. Por fim, para influenciadores, ofereça um desconto ou benefícios para seus seguidores.

Isso irá te ajudar a conseguir ótimos backlinks e de quebra vai te ajudar a expandir seu networking.

Broken Links

Os Broken Links são links no seu site que não funcionam mais. Ou seja, eles apontam para uma página de destino inexistente. E isso não só é péssimo para os usuários que tem sua experiência frustrada como é algo que pode impactar negativamente o seu relacionamento com o Google, arranhando o seu trabalho de SEO.

Agora, você deve estar pensando, os conteúdos de um site contém centenas de páginas em constante evolução, revisão e alteração. Então, como identificar links quebrados de uma forma rápida e eficiente?

Eu te apresento o Screaming Frog, que é de longe uma das mais completas ferramentas de SEO. Ele simula os robots / crawlers dos buscadores para te trazer uma análise de pontos críticos de melhoria de qualquer site que você buscar nele.

Além disso, ele identifica todos links quebrados, as tags de imagens que estão sendo utilizadas, títulos e meta description das páginas, conteúdo duplicados e outros erros, seja do seu próprio site ou da concorrência. Ou seja, com ele você consegue estar sempre um passo a frente do mercado.

O melhor de tudo, é que o Screaming Frog tem um módulo gratuito para você aproveitar todo o poder da ferramenta.

Agora que já virou um Jedi do SEO com essas dicas de SEO para ecommerce, está preparado para otimizar seu ecommerce e multiplicar suas vendas? Confira esse Guia Definitivo de SEO para Ecommerce e comece já!

Avaliações
Total: 12 Média: 4.9