Não é surpresa que as pequenas e médias empresas desempenham um papel vital na economia mundial. No entanto, é preciso ficar atento à lucratividade e receita anual. Embora vários fatores possam afetar o potencial de receita de uma empresa, um dos mais importantes é a estratégia de preços utilizada pelos seus empreendedores.

Uma boa estratégia de precificação te ajuda a determinar o ponto de preço no qual você pode maximizar os lucros nas vendas de seus produtos ou serviços. Ao ajustar os preços, o empreendedor online precisa considerar uma ampla gama de fatores. Incluindo custos de produção e distribuição, ofertas de concorrentes estratégias de posicionamento e a base de clientes da empresa.

Embora os consumidores não comprem produtos com preços muito altos em relação aos valores do mesmo segmento, seu ecommerce não terá sucesso se optar por preços muito baixos e que não cubram todos os custos do seu negócio. Junto ao produto, a loja virtual ou o marketplace utilizado e as promoções, o preço pode ter um efeito profundo no sucesso do seu negócio. Entenda como precificar corretamente aqui.

Abaixo listamos algumas estratégias que as empresas implementam ao estabelecer preços em seus produtos e serviços. Vamos lá?

1. Preço de ancoragem

Qual a melhor forma de vender um tênis por R$200,00? Basta colocá-lo perto de um tênis de R$500,00.

Por que isso? Isso se chama preço de ancoragem. As pessoas tendem a confiar muito na primeira informação oferecida ao tomar decisões. E é por isso que um tênis de R$200,00 parece super barato perto do tênis mais caro. Mas também parece muito caro perto de um tênis de R$50,00, por exemplo.

Essa tática é frequentemente utilizada em restaurantes, onde itens caros são colocados na margem do Menu para fazer com que outros itens pareçam baratos em comparação.

Isso pode servir também ao seu ecommerce. Ao inserir seus produtos com preços mais altos próximo de opções mais em conta, você cria um senso de valor para seus possíveis clientes. Visto que eles verão diversas opções que cabem no bolso deles.

2. Facilite o processo de compra

Segundo especialistas em neuroeconomia, o cérebro humano é conectado para “gastar até cansar”. Portanto, nós queremos mostrar maneiras de facilitar o processo de compra para que isso não afete seus compradores. E, consequentemente, a experiência de compra ele no seu ecommerce ou marketplace.

Se você vende serviços, “quebre” o custo dele. Compradores são mais persuadidos com preços mais baixos. Então, ao invés de oferecer uma assinatura de R$700,00 por ano, ofereça por R$59,00 por mês. O valor final será praticamente o mesmo. Mas o comprador não se assustará com o valor quebrado.

Seja sutil. Se você for informar seus compradores sobre um possível aumento nos preços ou um valor de frete fixo, use a sutileza ao seu favor. “Uma taxa de R$5,00.” pode incomodar o comprador, mas “Uma pequena taxa de R$5,00” traz um certo conforto, segundo uma pesquisa da Universidade de Carnegie Mellon.

Entenda seu público-alvo e foque em utilidade ou prazer. Para consumidores tradicionais, uma mensagem com foco em utilidade é mais eficaz. Por exemplo: “Esse aparelho de massagem pode te ajudar a aliviar a dor nas costas”. Já os compradores mais liberais são convencidos em argumentos que focam no prazer. Por exemplo: “Esse aparelho de massagem pode te ajudar a relaxar”.

3. Tática Clássica

Com a economia atual não tão bem equilibrada, o preço continua sendo uma grande preocupação para os consumidores. Usar a psicologia na precificação é uma ótima maneira para incentivar os clientes a comprarem, antes mesmo de usarem a lógica.

Um grande exemplo disso é terminar os preços com o “9”. De acordo com pesquisas da revista Quantitative Marketing & Economics, preços assim são tão eficazes que conseguem superar preços ainda mais baixos do mesmo produto.

O objetivo do preço da psicologia é aumentar a demanda criando uma ilusão de valor aprimorado para o consumidor. Faça o teste 😉

4. Redução de Preço

Essa tática de precificação é ótima para maximizar suas vendas de novos produtos. Ela consiste na redução de preços, mas visa o lucro e não prejuízos. Então, calma! Vamos lá:

Você pode reduzir os preços gradualmente à medida em que os produtos de concorrentes começam a aparecer no marketplace ou novas lojas virtuais do mesmo segmento. Um dos benefícios da redução de preços é que permite que vocês, vendedores online, maximizem os lucros nos primeiros momentos antes de baixar preços para atrair consumidores mais “sensíveis” aos preços.

Isso cria uma ilusão de qualidade e exclusividade quando seu produto é recém chegado ao mercado.

5. Preço de Kits

Com kits, pequenos e grandes empreendedores de ecommerce e marketplace vendem vários produtos por uma taxa menor do que os consumidores teriam se comprassem individualmente. Não é só a junção de produtos, mas também é o aumento da percepção de valor aos olhos dos compradores, já que você, teoricamente, estará dando algo quase de graça para eles.

O preço de kits é bem mais eficaz quando você pretende fazer cross-selling com seus produtos. Mas lembre-se, você deve ter em mente que os lucros que você ganha nos produtos de maior valor precisam compensar a “perda” dos produtos de menor valor. Deve haver um equilíbrio para você não sair no prejuízo.

6. Comparação de Preços

Ao comparar preços com outros vendedores online, analise as razões de você estar fazendo isso, porque, se fizer da maneira errada, você estará prejudicando todo o seu negócio.

Vender pela internet exige muita atenção e cuidados para atender o cliente da melhor maneira possível. Com a quantidade de ofertas disponíveis do mesmo segmento que você, é necessário fazer uma pesquisa bem ampla para comparar os preços. E, finalmente, conseguir definir os preços da melhor maneira possível.

Você precisa conhecer o universo do seu concorrente para entender o porquê de ele precificar da maneira que está precificando. Assim, você consegue se basear direito e não errar.

Com plataformas de comparação de preço, você consegue ver exatamente o que seus concorrentes estão fazendo e, consequentemente, tomar as atitudes certas referente aos preços dos seus produtos.

Conclusão

As estratégias de preços são importantes, mas também é importante não perder de vista o preço em si. Portanto, não queira ter sempre o menor preço se isso for acabar com a sua lucratividade.

Além dessas estratégias que comentamos acima, use sempre a tecnologia ao seu favor. Seja para otimizar seu tempo ou para facilitar seu acesso a informações, existem plataformas de gestão que podem te auxiliar desde a organizar suas vendas e pedidos, até mesmo a definir a melhor estratégia de precificação.

Lembre-se sempre de que sua qualidade de vendas não deve cair, porque isso afeta e muito na quantidade de vendas que você faz.

Avaliações
Total: 1 Média: 5