BeCast – SEO para Ecommerce e Marketplace

No programa #01 batemos um papo Fernando Vitti especialista em Marketing digital, ele contou um pouco sobre o que é SEO para Ecommerce e Marketplace.

1 – O que é SEO e como ele se aplica no ecommerce e no marketplace?

  • SEO = Search Engine Optimization = Otimização dos Mecanismos de Busca
  • Técnica de otimizar a estrutura e o conteúdo de uma página para posicioná-la nos primeiros lugares dos resultados de buscas
  • Objetivo: Aumentar quantidade e qualidade do tráfego orgânico.
  • Importante: cada mecanismo de busca tem um algorítimo próprio para definir quais os resultados relevantes para cada busca.
  • Imagine o seguinte cenário, você tem um ótimo produto, o melhor produto e decide abrir uma loja física, mas o seu ponto é super escondido e pouco movimentado. Não importa quão bom seu produto é, se ninguém sabe que ele existe, você não irá vender. Assim é um ecommerce ou marketplace sem SEO. O SEO justamente trás o movimento e tráfego para a sua loja. Isso possibilita que os consumidores descubram quão bom são seus produtos.

Diferença entre SEO para Ecommerce e Marketplace

Ecommerce: o SEO é externo, ou seja, você visa posicionar páginas de categorias e produtos nos buscadores. Aqui o seller é responsável por toda a parte técnica estrutural como velocidade e performance da arquitetura do site, links relevantes apontando para o seu site, otimização de conteúdo e outras centenas de fatores fundamentais para conquistar os primeiros lugares do Google.

Buscadores gerais entregam o resultado mais relevante, marketplaces entregam os resultados que promovem a melhor experiência.

Marketplace

Um marketplace como Mercado Livre, Amazon e afins são engrenagens de busca focada em produtos, cujas páginas serão encontradas em outras engrenagens de busca com foco geral, como o Google ou Bing.

Como cada Marketplace é uma engrenagem de busca, significa que cada uma possui seus próprios fatores de rankeamento, então aqui nos marketplaces o SEO é interno, ou seja, você irá rankear os seus produtos nas pesquisas internas de cada marketplace com uma estratégia específica para cada um deles.

Aqui, uma das grandes diferenças é que você não precisa se preocupar com a parte técnica de arquitetura e performance do site, pois os marketplaces já fazem o SEO externo para você nos buscadores como Google e Bing.

2 – Por que o SEO para Ecommerce e Marketplace é tão importante para o vendedor online?

SEO é um investimento, ele demanda tempo, dinheiro e seu retorno é conquistado apenas no longo prazo. Porém, uma vez que sua estratégia está funcionando e performando os benefícios são incontáveis. Por isso, a importância do SEO é que com ele você pode conseguir:

  • Tráfego Orgânico: ou seja, tráfego grátis para seus produtos
  • Taxa de Conversão Maior: os mecanismos de busca tem engenheiros, matemáticos e todo tipo de gênio trabalhando para criar um algorítimo que fornece o resultado certo, para a busca certa, para a pessoa certa na hora certa, então conquistar os primeiros lugares é sinônimo de assertividade e a consequência é um percentual de conversão maior nas páginas dos seus produtos
  • Credibilidade: As pessoas confiam nos primeiros resultados dos buscadores, o que também ajuda na conversão, mas acima de tudo cria uma percepção inicial positiva sobre sua marca e pode ajudar na retenção e recompra futura.

É uma baita recompensa por todo trabalho.

3 – Qual o segredo para criar uma boa estratégia de SEO para Ecommerce e Marketplace?

No ecommerce:

1 – Design: Uma loja com um design profissional transmite credibilidade e transforma positivamente a experiência de compra do usuário

2 – Arquitetura: Sua arquitetura precisa ter alta performance e velocidade, para conseguir isso é necessário:
HTTPS: é um protocolo de segurança da comunicação
XML SiteMap: resumidamente é um documento que lista para o Google e outros buscadores todas as páginas que o seu site possui

  • Comprimir: HTML, CSS e Javascript que são linguagens de programação utilizadas para criar a parte visual do site (Html: PageSpeed do Google, CSS e JS: Yui Compressor ou WP: WP Rocket ou W3 e Optimize)
  • Comprimir com GZIP ou Deflate: comprime vários arquivos para deixar o site mais leve
  • Comprimir Imagens: Imagens são pesadas e prejudicam um site, portanto é importante utilizar sempre imagens em JPEG que suportam compactação extrema sem perda de qualidade
  • Servidor: ter um bom servidor é super importante
  • CDN: reduz a distância entre o visitante e o servidor do seu site, ou seja, aumenta a velocidade
  • Schema
  • AMP

Entenda um pouco mais sobre o assunto no guia definitivo de SEO para ecommerce.

3 – Conteúdo:

  • Primeiro passo é identificar para qual palavra você quer rankear
  • Insira a palavra chave nas tags H1, H2, H3 e afins
  • URL: até 76 caracteres. Mais que isso não aparece no Google.
  • Título: até 66 caracteres. Importante ter a palavra-chave foco no começo do título.
  • Meta Description: Ela em si não afeta o rankeamento, porém o propósito dela é você criar um conteúdo que atraia a atenção e receba vários cliques, e a taxa de cliques sim é um fator de rankeamento.

Conteúdo da Página

  • Crie um conteúdo de pelo menos 500 palavras para suas páginas de categorias e produtos, pode ser uma introdução ou descrição, também é importante incluir a sua palavra chave aqui Alt Image: os mecanismos de busca não conseguem ler imagens, então é importante descrever o que é sua imagem com a tag alt image, isso ajuda no rankeamento e ainda por cima te ajuda a rankear no Google Imagens
  • Avaliações: Avaliações positivas dos produtos ajudam a mostrar para o Google que você tem um bom conteúdo que pode ser relevante para os demais usuários
  • Crie um Blog: Uma vez que você consegue posicionar bem os seus produtos, não há muito mais o que fazer. Por isso, em paralelo é importante ter um blog para te ajudar criar mais páginas de conteúdo para rankear em palavras diferentes e linkar para os seus produtos. Ex: sua página de produto do ecommerce está rankeando para a palavra-chave comprar samsung galaxy s8, você pode criar uma página no blog e criar conteúdo linkando para essa página de produto e indexar com a palavra como escolher a melhor loja para comprar um galaxy s8

4 – Link Building:

Um dos principais fatores de rankeamento, se tem muita gente apontando para o seu site, significa que ele é relevante.
Interno: é criar uma rede de links internas, se blog apontado para produtos, produtos apontado para outros produtos
Externa: é ter sites relevantes apontando links para você. Aqui é importante ter uma relações públicas conquistando inserções em grandes portais de notícias. Criar parcerias e rede de afiliados com blogs e personalidades relevantes para sua indústria é muito importante.

No marketplace:

Mercado Livre 

  • Palavra chave no título, descrição e qualidade da imagem
  • Reputação
  • Tempo de Resposta para perguntas
  • Quantidade de Vendas do Anúncio
  • Taxa de Conversão (Relevância)
  • Tempo de Envio
  • Quantidade de Mediações
  •  Índice de Reclamações
  •  Destaque do Anúncio
  • Prazo de envio de entrega
  • Fulfilment
  • Índice de recompra
  • Avaliação pós compra
  •  Frete Grátis

Outros a briga é pelo Buy Box

  • Além da palavra chave, título, descrição e qualidade da imagem
  • Preço
  • Reputação
  • Tempo de Venda

4 – Qual foi o maior erro que você cometeu em SEO?

Eu realizava uma estratégia de republishing, ou seja, eu copiava o conteúdo do blog que eu era responsável e simplesmente republicava em canais como o Linkedin e Medium, por alguns meses nosso tráfego explodiu e foi muito bom, porém, depois de um tempo, após uma atualização do algorítimo panda do Google, meu tráfego despencou e embora o Google afirme que não haja penalidades para duplicidade de conteúdo, nós fomos super impactados e foi muito difícil e demorou muito recuperar nossa performance anterior.

5 – Como avaliar o sucesso de uma estratégia de SEO para Ecommerce e Marketplace?
  • Ranking: posição no ranking E no marketplace também tem o rank de categoria: cara que não busca, ele navega pra encontrar, por ex: no meli: telefonia, celular, marca, modelo, etc
  • Volume de tráfego orgânico ou seja, número de acessos
  • Qualidade do tráfego – Taxa de conversão – Número de vendas
  • Referenciação: volume de tráfego advinda de outros sites (não se aplica)

6 – Quais as suas principais dicas para quem está nos ouvindo?

1 – As pessoas complicam muito o SEO para Ecommerce e Marketplace, saiba que o objetivo dos mecanismos de busca é muito simples: fornecer o melhor resultado para as pesquisas. Então sua preocupação deve ser criar uma experiência boa e oferecer o melhor conteúdo para cada busca.

2 – Tenha visão de longo prazo: a arquitetura é muito importante, um site com um design complexo, difícil de entender, lento e que não é responsivo, irá criar uma experiência ruim, portanto, desde o começo, crie uma base que te permita crescer no longo prazo.

3 – Crie o melhor conteúdo: Procure as melhores referências do mercado na sua indústria, entenda como eles criam o melhor conteúdo e crie um conteúdo tão bom quanto.

4 – Tenha canais de distribuição de alta performance: crie alianças e parcerias para distribuir seu conteúdo no nicho da sua indústria, isso irá garantir que você tenha uma estratégia sólida.

Confira mais dicas de SEO para ecommerce aqui e aumente seu conhecimento.

Avaliações
Total: 13 Média: 5